Tuesday, September 16, 2008

Testes

Pois bem, no domingo estava na altura de fazer um teste de resistência ao meu joelho.
Verificar até que ponto, em termos de duração, as coisas ainda se aguentam.
Assim, resolvemos ir pela manhâ fazer um treino num ritmo calmito durante 17kms. ´
Apesar de batida cardíaca estar bastante alta, não sei se foi de ir a falar quase sempre durante os 17kms, mas a parte que mais me custou foi a "máquina", em termos de músculos estava relativamente bem.
A falta de treinos está a fazer-se sentir. Mais a nível de cardio do que propriamente em termos de músculos.
.
No dia a seguir, foi dia de ir treinar sozinho. Era daqueles dias, em que estamos "fucked up". E aproveitei para ver como o meu joelho está em termos de velocidade.
Nada de séries, mas fiz 7kms a 4:21min/km, e depois 3kms(agora já na companhia do Proença) a 5min/km para recuperar.
Na secção rápida, ainda arrisquei durante 2kms os 4min/km. Mas sentia que o joelho estava a começar a queixar-se, e não abusei mais.
Estava feito o teste.
Agora era esperar e verificar como ficaria em termos de dores.
Mais para o final da noite, senti de facto o joelho a queixar-se do abuso, mas nada de mais. Hoje tenho estado relativamente bem, sem qualquer dôr.

Parece que passou nestes 2 testes.
Mas tenho medo de fazer treinos de velocidade. Pelo que irei de vez em quando, e já verifiquei que dá para o fazer, fazer um treino mais rápido. Mas uma coisa muito esporádica e sem ser perto do limite.
Quanto ao treino longo, verifiquei que estou bem. Senti-me muito bem após o mesmo, e o joelho não deu o minímo sinal de problema. Porreiro!

2 comments:

André Gomes said...

Olá Nuno,

eu não te disse que ia correr tudo bem?

Agora com calma fazes uma época tranquila sem grandes avarias mas não te esqueças: natação, bicicleta, muitos alongamentos e bastante descanso.

Força!!!

AGomes

Nuno said...

Olá André
de facto é preciso ter muita calma mesmo para lidar com lesões. Temos de ter força para aguentar o esforço que é necessário para não treinar forte.
Mas estou animado.
As dores não as tenho sentido práticamente, nem durante e nem depois dos treinos.
Apenas quando faço certos movimentos especificos é que sinto uma dorzita, mas estou esperançado que isto esteja a melhorar.
Pode ser temporário, mas pelo menos é fantastico quando podemos treinar sem dores.

um grande abraço
Nuno