Thursday, May 29, 2008

1000, 1000, 1000, 1000 e nunca mais acabavam

Resolvi mesmo à última da hora ir fazer séries de 1000mts.
Aproveitando que não estava muito vento nem calor, estava mesmo bom. Tudo iria depender de como me sentisse no aquecimento. Se estivesse solto iria fazer séries. Assim aconteceu.
Passados os primeiros 1.6kms, fui fazer os respectivos alongamentos da praxe.
Tive depois para o "verdadeiro" aquecimento para as séries a companhia sempre excelente do Ruben Brás e do Zé. Ruben que por sua vez ia fazer o treino do teste do ácido láctico, aproveitou também o ritmo do Zé que ia puxando por nós sempre na casa dos 4:30min/km (belo aquecimento!).
Depois, cada um foi ao seu treino.
A primeira série de 1000, foi de acerto de ritmo, e foi para 3:39min.
Depois na segunda, o corpo pediu, eu dei-lhe, 3:33min. A terceira, 3:33min, a quarta 3:32, e a última 3:31min. Aproveitando os incentivos que o Ruben me ia dando, estas séries foram de facto as melhores que me sairam até hoje. Mas foi a doer. A doer mesmo. Ainda estive na dúvida de ir fazer mais uma série, mas a dôr nas costas estava a dar o seu sinal.
O treino estava feito.

2 comments:

Anonymous said...

Isto é que é um verdadeiro treino de CAMPEÃO!!!

Parabéns.

Um abraço do amigo,

Proença

Nuno said...

Amigo,
mas que custou, custou, e muito.
Mas estamos numa de "têm de custar, e ir até onde der" (onde eu já ouvi isto??), então tenho de aproveitar quando o corpo quer.

abraço, e obrigado pela força
Nuno